365 motivos para amar Salvador

26 de março – Soteropolitano do Subúrbio Ferroviário

Por Carol Andrade

Foto: Luana Amaral/ 365 Salvador

Seu Anselmo vive desde 1983 em Fazenda Coutos (Foto: Luana Amaral/ 365 Salvador)

Eu preciso confessar uma coisa, minha lembrança do subúrbio ferroviário era um passeio de trem que fiz com a escola há algum tempo. Assim como eu, tantos outros soteropolitanos que moram no centro da cidade não conhecem os encantos dessa região de Salvador.

No último domino (24), fui com Luana Amaral para a casa da família de Anselmo Neves, em Fazenda Coutos. Em meio ao passeio, seguimos todos para uma das praias mais bonitas da cidade: São Tomé de Paripe.

A ponto de São Tomé de Paripe permite o embarque e desembarque de barcos para Ilha de Maré (Foto: Luana Amaral/365 Salvador)

A ponte de São Tomé de Paripe permite o embarque e desembarque de barcos para Ilha de Maré (Foto: Luana Amaral/365 Salvador)

Anselmo e Maria Cidália, conhecida como Dinha, moram na região desde 1983. Os dois se conheceram por lá e casaram por lá. Vir para essas bandas de cá nunca foi uma possibilidade. Mercado, médicos, compras, praia, restaurante, amigos, está tudo pertinho da família e o custo de vida é muito mais baixo. Só o trabalho continua aqui. Anselmo trabalha como porteiro em um prédio na Barra, mas está curtindo os últimos dias das suas merecidas férias.

Além do trabalho, que toma boa parte do dia, principalmente pelo grande deslocamento, Anselmo e Dinha fazem o que precisam entre Fazenda Coutos e Paripe.   A praia do fim de semana é Tubarão, mais perto de casa (dá pra ir andando!) e em ocasiões especiais, São Tomé de Paripe. Dinha garante que chega cedinho e almoça por lá, entre uma “gelada” e outra, para aproveitar o dia inteiro na praia.

A família Neves curte a praia de São Tomé de Paripe nos fim de semana (Foto: Luana Amaral/365 Salvador)

A família Neves curte a praia de São Tomé de Paripe nos fins de semana (Foto: Luana Amaral/365 Salvador)

As compras da casa são em mercadinho de bairro, onde dá para pendurar a conta. O fiado é permitido porque a relação é de confiança. Na rotina do fim de semana, a vizinhança também parece unida. Bater papo na porta de casa é o maior sinal da tranquilidade. O churrasco na laje acontece nos dias de festa, mas o restaurante Bode na Brasa também é uma opção para comemorar.

Camila, a filha do casal, tem 17 anos. Assim como seus pais, estuda em uma escola do bairro. Mas ao contrário deles, amplia a diversão para os cinemas e as compras no Shopping Iguatemi. Para ela, o melhor da região são as praias.

Foto Luana Amaral/365 Salvador

Foto Luana Amaral/365 Salvador

A geologia do lugar, cheio de morros, permite que a vista da janela de casa mostre o azul do mar no horizonte. Banhada pela Baía-de-Todos os Santos,  moradias simples, mas de modo geral, aconchegante, se misturam às grandes casas de veraneio em frente ao mar. A praia, de areias finas e brancas, ainda guarda detalhes preciosos: concha do mar, águas limpas e quase transparentes, cadeiras e sombreiros.

O domingo é dia de bater papo na porta de casa tomando uma cerveja (Foto: Luana Amaral/365 Salvador)

O domingo é dia de bater papo na porta de casa (Foto: Luana Amaral/365 Salvador)

São detalhes de uma vida afastada, distante do urbanismo acelerado, obras, barulho e arranha-céus. A camaradagem também está estampada no rosto, seja ao comprar fiado, seja ao abrir a porta de casa para a gente entrar, oferecer almoço, mostrar os lugares do bairro, contar histórias…

E o passeio foi tão incrível que já marcamos uma nova visita em breve!

* Com mais uma semana temática, a ideia dessa vez é homenagear aqueles que fazem essa cidade ser o que ela é: os soteropolitanos. Esse especial está dentro das comemorações de aniversário de Salvador, que completa 464 anos no dia 29 de março. Até a próxima segunda-feira (1º de abril), vamos apresentar sete bairros sob a visão e a rotina de um morador.

motivo #85

About these ads
This entry was written by carolangom and published on March 26, 2013 at 3:10 pm. It’s filed under Baía de Todos os Santos, Especial Soteropolitano and tagged , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 69 other followers

%d bloggers like this: