365 motivos para amar Salvador

29 de janeiro – moda no Rio Vermelho

Por Carol Andrade

O Sarastro é o brechó mais descolado da cidade e fica no Rio Vermelho (Foto: Flávio Orrico)

O Sarastro é o brechó mais descolado da cidade e fica no Rio Vermelho (Foto: Flávio Orrico)

Nem só de badalação o Rio Vermelho é feito. De segunda a sexta, em horário comercial, o bairro é um verdadeiro recanto de estilistas, designers, fashionistas e amantes da moda.

A gente não sabe bem como essa onda chegou, mas o fato é que a moda está lá estampada nas vitrines e nos corpitchos de quem passeia pelo Rio Vermelho. Ô bairro danado pra ter gente estilosa!

A começar pelo brechó mais famoso da cidade: o Sarastro Brechó. Como um bom brechó, o lugar é um paraíso para quem curte garimpar e fazer aqueles achados especiais ou com preço mais em conta.

A Jezebel reúne marcas baianas e nacionais e objetos irresistíveis (Foto: Caroline Paternostro)

A Jezebel reúne marcas baianas e nacionais e objetos irresistíveis (Foto: Caroline Paternostro)

De lá a gente dá um pulinho na Jezebel, que vende marcas baianas, como Aládio Marques e Andrômeda, e outras nacionais como Amapô, Auslander e Trya. Pra completar, a gente ainda encontra objetos irresistíveis: papelaria, toys, bijouxs, livros, moleskines e decorativos. E de vez em quando, a loja promove encontros com as fashionistas mais descoladas da cidade.

Mas se o seu objetivo é apreciar o melhor do feito à mão, seu lugar é no ateliê de Candida Specht Acessórios. Mochilas, bolsas, necessaires, carteiras, caderninhos, calcinhas, sutiãs, entre outros mimos, são os produtos que você encontra na lojinha.

A Casa 51 funciona como loja e atelier de Juliana Rabinovitz (Foto: reprodução/Facebook)

A Casa 51 funciona como loja e atelier de Juliana Rabinovitz (Foto: Reprodução/Facebook)

Soddi, de Solon Diego, começou como marca exclusivamente masculina, mas hoje já veste as chicas também. O estilista já desfilou três vezes no Rio Moda Hype e ainda no Rio Pret-à-Porter, eventos que integram o Fashion Rio. Que orgulho!

Daí vem Carol Barreto pra meninas que entendem a moda como arte. As coleções da estilista são uma interpretação da diversidade cultural. Tudo aliado ao conforto e beleza.

E pra fechar o guia de moda no Rio Vermelho, Juliana Rabinovitz, conhecida pela estamparia diferenciada, faz da Casa 51 sua loja e atelier. A estilista também já representou a Bahia na Indigo Paris 2011, feira integrante da Première Vision Pluriel.

A gente tá bem na fita!

This entry was written by carolangom and published on January 29, 2013 at 11:06 am. It’s filed under compras, Especial Rio Vermelho, moda and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

One thought on “29 de janeiro – moda no Rio Vermelho

  1. Pingback: 5 de outubro – garagem graciosa | 365 motivos para amar Salvador

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: