365 motivos para amar Salvador

14 de maio – Taboca

Por Carol Andrade*

Foto: Reprodução/Blog Corações Apaixonados

Foto: Reprodução/Blog Corações Apaixonados

Acho que não existe algo tão sensorial e sinestésico quanto a nossa taboca. O nome engraçado, tem significados diferentes no resto do Brasil. Aqui em Salvador, é um biscoitinho típico e muito delicioso. Mas antes do quitute, vem o ritual e a cultura. E ao escrever, consigo lembrar exatamente do som do triângulo do taboqueiro anunciando sua chegada e ainda a delicadeza desse biscoitinho em forma de tubo. Música, imagem e paladar, tudo junto, dando uma saudade louca da infância.

As taboquinhas vêm embaladas em um saquinho que custa em média R$3 (Foto: 365 Salvador)

As taboquinhas vêm embaladas em um saquinho que custa em média R$3 (Foto: 365 Salvador)

O taboqueiro avisando sua chegada e a gurizada atiçada pra descer na rua pra comprar. E hoje é tão difícil encontrar taboca na cidade. Dei uma pesquisada básica na internet e percebi que é coisa da terra. Não tenho certeza absoluta, mas parece que a origem é baiana mesmo. Mas em outras regiões, a taboca pode ser encontrada como ‘beiji’.

Trata-se de um biscoitinho, com cara de casquinha de sorvete, muito fino e delicado. É levemente adocicado e tem formato de tubo. Derrete na boca, literalmente! Que delícia é a taboca e quanta memória boa ela nos traz.

Isso porque na tradição, o taboqueiro toca um triângulo – aqueles de forró mesmo – e traz a taboca em uma caixa de lata nas costas. O nome ‘taboca’ desenhado à mão livre é um detalhe singelo de design popular, mas dá todo um charme.

A taboca está no cardápio das sobremesas do Ocho Ceviche Bar (Foto: Reprodução/Blog Santa Comida)

A taboca está no cardápio das sobremesas do Ocho Ceviche Bar (Foto: Reprodução/Blog Santa Comida)

Super baratinho, o quitute fazia festa nos bairros mais antigos da cidade. Barbalho, Vila Laura, Graça, Pelourinho. Mas foi perdendo a força e hoje é bem diferente. Ainda dá para encontrar taboca nas sinaleiras, embaladinhas em pacote de plástico, especialmente no Rio Vermelho, naquele cruzamento da Garibaldi e Lucaia, sabe?

Mas para os granfinos, a taboca é uma das opções deliciosas de sobremesa no Ocho Ceviche Bar, restaurante peruano, no Rio Vermelho. Olha só a combinação: taboca e doce de leite, com sorvete de creme e calda de morango. Maravilhoso! E dá pra imitar em casa né? Basta achar um taboqueiro por aí.

E como o blog ama as tradições da terra, a gente espera que ele apareça com direito a triângulo, música e caixa de latão nas costas. Como manda o figurino!

* Sugestão de Mylanda Mota.

motivo #134

This entry was written by carolangom and published on May 14, 2013 at 7:39 pm. It’s filed under Paladar and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

2 thoughts on “14 de maio – Taboca

  1. Pingback: 28 de agosto – Torta Búlgara | 365 motivos para amar Salvador

  2. Manoel Simão Varela on said:

    Parabéns, adorei, hoje mesmo comprei taboca, como nos não preservamos cultura. Eu Amo Salvador.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: