365 motivos para amar Salvador

30 de maio – Axé das atingas

Por Carol Andrade

Foto: Reprodução

Luiz Caldas (Foto: Reprodução)

Parece que o axé das antigas, aquele dos anos 80 e começo dos anos 90, tá com tudo de novo. A gente percebe isso quando está em uma festa bacana e começa os primeiros sucessos de Chiclete com Banana, ou quando vê a programação da Virada Cultural de São Paulo, com Luiz Caldas e Sarajane, ou quando uma minissérie toca axé retrô. Mas quando a Globo anuncia especial axé das antigas na sua programação nobre é a constatação de que sim, o axé voltou, mas o mais legal é o das antigas.

O axé nem era axé music quando começou. ‘Deboche’ era o termo mais próximo do que seria o gênero que a gente conhece e estourou com a música ‘Fricote’, de Luiz Caldas, de 1986. Mas o axé foi uma consequência da criação do Olodum, com o samba-reggae, do frevo elétrico, do ijexá, da música latina e da música afro. E antes de estourar comercialmente em todo o Brasil, artistas como Gerônimo, Banda Mel e Banda Reflexus cantaram o que a gente pode considerar um pré-axé.

Sarajane (Foto: Arquivo)

Sarajane (Foto: Arquivo)

Era uma mistura de guitarradas e tambores, com ritmo super dançante. Ao lado de Luiz Caldas ainda vieram Sarajane, Cid Guerreiro, Chiclete com Banana, Banda Cheiro de Amor, com Carla Visi e Margareth Menezes, que foi apadrinhada pela Talking Heads na época e deu os primeiros passos internacionais do axé.

Chiclete com Banana (Foto: Reprodução)

Chiclete com Banana (Foto: Reprodução)

Mas foi em 1992, com o Canto da Cidade, de Daniela Mercury, e o disco Araketu, que o axé ganhou esses ares mais pop, incorporando algumas batidas eletrônicas.

Eaí veio logo em seguida Asa de Águia, Banda Eva, com Ivete Sangalo, Netinho, Ricardo Chaves e tantos outros.

Mas é a década de 80 e o início do axé que está com tudo. Por aqui a gente se orgulha dessa nostalgia musical porque o axé foi muito importante para consolidar Salvador e o nosso Carnaval no resto do Brasil e do mundo, né?

Veja o vídeo de quando Chiclete com Banana era pura animação, cantando Grito de Guerra, em um programa de TV, em 1987:

motivo #150

This entry was written by carolangom and published on May 30, 2013 at 10:11 pm. It’s filed under música. Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

3 thoughts on “30 de maio – Axé das atingas

  1. Pingback: 18 de agosto – homem também rebola | 365 motivos para amar Salvador

  2. Pingback: 21 de setembro – Festival da Primavera | 365 motivos para amar Salvador

  3. Pingback: 30 de dezembro – BaianaSystem | 365 motivos para amar Salvador

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: