365 motivos para amar Salvador

5 de julho – Commons Studio Bar

Por Carol Andrade

Em foto tirada em março, o burburinho na entrada da casa (Foto: Reprodução/Natália Reis/Facebook)

O burburinho na entrada da casa  em foto tirada em março de 2013 (Foto: Reprodução/Natália Reis/Facebook)

Desde que foi inaugurada, em fevereiro, a Commons é pura badalação. Hoje é dia de rock por lá, com o retorno da banda Ronei Jorge e os Ladrões de Bicicleta (depois de um intervalo de três anos, eles chegaram a esgotara os ingressos).

Com shows sempre cheios e público alternativo, a casa oferece uma das melhores baladas, ou melhor, regues da cidade. Já passaram por lá as bandas baianas Scambo, Pirigulino Babilake, Cascadura, além dos cantores Curumin, BNegão, Davi Moraes, Lucas Santtana e Rebeca Matta. Entre as festinhas, o Baile Esquema Novo e A Bolha já parecem estar em casa.

É que na verdade o Rio Vermelho é a casa dessa galera toda. A gente pode reclamar, fazer greve e protesto, pedir por novos rostinhos na noite, mas não adianta, quem frequenta o amado red river já sabe quem e o quê vai encontrar por lá. Eu não vou mentir, com a Commons não vai ser diferente. Só que a casa chegou em um momento importante na noite de Salvador.

Casa cheia ao som da banda Scambo (Foto: Reprodução/Natália Reis/Facebook)

Casa cheia ao som da banda Scambo (Foto: Reprodução/Natália Reis/Facebook)

Se, ao longo desses anos, a maioria dos estabelecimentos ficaram acomodados com a rotina da noite cultural da capital baiana, a Commons veio ferver ainda mais o maior bairro boêmio da cidade. É que ela chegou com uma ótima estrutura, boa segurança e uma programação de deixar inveja na vizinhança alterna.

Quando foi lançada, a notícia do incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul abalava todo o país pelo noticiário. Por isso, o rigor das vistorias da Sucom – Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município – contou (e muito!) na hora da inauguração. A Commons teve lançamento totalmente aprovado pela segurança e ainda garantiu seu público.

Com três ambientes e uma decoração criada pelo arquiteto Nivaldo Andrade, a casa está entre a modernidade e o rústico. As paredes são revestida por paletes de madeira e o teto é todo decorado por caixotes e a própria casa lembra uma caixa. No cardápio, só fatias de pizzas (uma média de R$8), assinadas pela pizzaria La Napoletana, e entre as bebidas estão cerveja e caipirosca.

Depois de alguns meses, o sucesso continua mais firme do que nunca. Mas o melhor é que a cena cultural da cidade se movimenta. Esse fluxo abre portas e fortalece todo mundo em volta. É muita gente boa nos palcos, na plateia e nos bastidores da cena. Todo mundo querendo curtir a noite, tomar uma cervejinha, bater papo ou dançar até amanhecer. Agora tem um monte de lugar bacana para escolher, mas especialmente hoje, com Ronei Jorge e os Ladrões de Bicicleta de volta, não tinha como preferir outro regue para ir.

+ infos:
Facebook: Commons Studio Bar
Notícia/ iBahia: Scambo inaugura nova casa de shows de Salvador; veja programação
Veja Salvador: Música ao vivo/Commons

This entry was written by carolangom and published on July 5, 2013 at 11:23 pm. It’s filed under música, noite and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: