365 motivos para amar Salvador

23 de julho – Porto do Moreira

Por Carol Andrade

Os herdeiros do Porto do Moreira, os irmãos Antonio e Francisco (Foto: Divulgação)

Os herdeiros do Porto do Moreira, os irmãos Antonio e Francisco (Foto: Revista Muito/A Tarde)

Entre as muitas opções gastronômicas que a cidade oferece (dava para fazer um ano inteirinho de comida por aqui), desconfio que o Porto do Moreira seja o mais antigo restaurante da cidade. Não dá para saber ao certo, nem o próprio estabelecimento menciona, então o jeito é nos apegar a sua idade. Em setembro de 2013, o restaurante comemora 75 anos.

Daqueles bem simples, o lugar mantém uma cozinha tradicional e muitas histórias de Salvador. Dizem que foi lá que a boemia da cidade foi construída e perdura até hoje com seus frequentadores de longa data. Jorge Amado, Glauber Rocha, Calasans Neto, Carybé, Gordurinha, Batatinha, Wlmir Lima, Riachão e João do Pulo foram alguns dos seus ilustres fregueses. Isso sem contar a boa quantidade de intelectuais, políticos e jornalistas – já que o restaurante ficava bem pertinho dos principais jornais da época.

O ambiente do restaurante mantém a tradição sem nenhuma modernidade (Foto: Reprodução/ Flickr/ Maurício Almeida)

O ambiente do restaurante mantém a tradição sem nenhuma modernidade (Foto: Reprodução/ Flickr/ Maurício Almeida)

Fundado pelo português José Moreira da Silva em 1938, o Porto do Moreira nasceu como Restaurante Porto e ficava na conhecida Rua do Cabeça. Depois, foi reinaugurado em 1966, no Largo do Mocambinho, ainda no Dois de Julho. Seu José Moreira faleceu em 1975 e o restaurante ficou sob o comando dos irmãos Antonio e Francisco Moreira.

Com poucos – e antigos – funcionários, além de um atendimento simpático, o Porto do Moreira é daqueles lugares que a gente se sente em casa. Entre a clientela fiel, os irmãos Moreira garantem que lembram o nome e até o gosto dos mais assíduos. O restaurante tem uma decoração bem simples e o que mais chama atenção são as fotografias espalhadas pelas paredes. São políticos e artistas que já visitaram ou ainda visitam o lugar.

Um dos detalhes mais interessantes da sua história é que o restaurante e Seu Moreira foram citado por Jorge Amado no livro Dona Flor e seus Dois Maridos. Uma das coisas mais bacanas de viver uma cidade é poder visitar os cenários das suas obras, seja nos livros, filmes ou músicas, né? Com o Porto do Moreira é possível se sentir na velha Salvador, já que a atmosfera revela muitas memórias.

Além de toda a história, a comida do lugar não fica por baixo, muito pelo contrário. São os quitutes preparados do mesmo jeitinho de sempre que fizeram do Porto do Moreira o que ele é hoje. Com tantos anos de funcionamento e nenhuma propaganda, o boca a boca foi fundamental para o restaurante.

São pratos que revelam a cozinha baiana e brasileira da forma mais genuína possível, já que guardam os mesmos temperos desde a época que foi fundado, como a galinha ao molho pardo, a feijoada, a rabada, o mocotó, entre outros. Destes pratos originais os pedidos são: o Bacalhau a Portuguesa e o Peixe a Portuguesa, sempre acompanhados de pirão e salada de camarão.

O prato mais pedido: a moqueca de carne do Porto do Moreira (Foto: Rita Barreto/SeturBA)

O prato mais pedido: a moqueca de carne do Porto do Moreira (Foto: Rita Barreto/SeturBA)

Mas ao longo dos anos, novos pratos surgiram no cardápio. Entre eles estão o sarapatel, a fritada de carne e os mais famosos, que se transformaram no carro-chefe do lugar: a moqueca de carne e uma moqueca de miolos, difícil de encontrar por aí. Na sobremesa, o tradicionalíssimo Romeu & Julieta (goiabada e queijo) ao melhor estilo “casa da vovó” ou uma deliciosa ambrosia com creme de leite. Ai, chega deu água na boca!

O restaurante funciona todos os dias, com pratos especiais ao longo da semana. No domingo o que reina é a famosa feijoada, já numa terça-feira como hoje a ideia é se jogar na dobradinha. Mas as demais iguarias estão disponíveis sempre. A média de preços também é convidativa: R$50, sendo que a maioria dos pratos serve para até três pessoas.

+ infos:
Endereço: Rua Carlos Gomes, 486, Dois de Julho
Funcionamento: 11h30 às 16h (segunda a sexta),  11h30 às 15h (domingo e feriados)
Restaurante Porto do Moreira: Facebook / Blog
Veja Salvador: Porto do Moreira

motivo #204

This entry was written by carolangom and published on July 23, 2013 at 10:37 pm. It’s filed under Paladar and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: