365 motivos para amar Salvador

29 de julho – ‘ivis’ e ‘lá ele’: fugindo do esparro

Por Carol Andrade e Vitor Villar

Vai um suquinho de umbivis ai? (Foto: Reprodução)

Vai um suquinho de umbivis ai? (Foto: Reprodução)

A gente não sabe exatamente da onde vem essa mania de perseguição em ser sacaneado, mas ela existe. E especialmente no vocabulário popular soteropolitano. Ou vai me dizer que você nunca ouviu alguém falando lá ele no meio de uma frase ou trocando os sufixos das palavras terminadas em u para ivis?

É uma tensão constante. O medo de cair na rima faz com que as pessoas morem no Curuzivis,  viajem para Aracajivis,  assistam ao jogo no Pituacivis, peguem o buzivis e comam um baurivis (e não estranhem se for acompanhado de um suco de cajivis). O negócio ficou tão sério que outras possíveis rimas também entraram no samba. São palavras terminadas em eta, ete, au, ão. É tanta rima possível que é melhor pensar várias vezes antes de terminar qualquer frase.

Se a ideia inicial era evitar qualquer duplo sentido, o lance se transformou em um dialeto próprio. Tanto é que quando o Bahia (ou Baêa, né?) contratou o jogador norte-americano Freddy Adu ninguém pensou duas vezes: foi logo apelidando o rapaz de Freddy “Adivis” que era pra não cair em nenhum esparro. A brincadeira virou manchete de jornal e o próprio atleta postou na sua conta do instagram sobre o novo apelido, sem entender nada é claro.

O lá ele também faz parte desse estranho baianês-soteropolitano. A gente já sabe que a expressão serve para que você não caia no esparro daquele amigo sacana. Mas a brincadeira virou tão corriqueira por aqui que alguns indivíduos – principalmente os do sexo masculino – respondem com um lá ele a qualquer uso duvidoso dos verbos ‘dar’, ‘sentar’, ‘chupar’ e ‘cair’, por exemplo.

O lá ele é quase uma estratégia de sobrevivência nessa cidade de sacanas que é a capital baiana. Afinal, nunca se sabe a intenção do outro, não é verdade?

+ infos:
Notícia/ Jornal Correio: Meia dos EUA apelidado de ‘Pelé Americano’ embarca nesta terça (19) para Salvador (Nada de Pelé americano. Por aqui, o novo contratado do Bahia já virou ‘Adivis’ – pura precaução contra a rima)

motivo #210

This entry was written by carolangom and published on July 29, 2013 at 5:21 pm. It’s filed under Soteropolitanidades and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

6 thoughts on “29 de julho – ‘ivis’ e ‘lá ele’: fugindo do esparro

  1. Pingback: 6 de agosto – Café Terrasse | 365 motivos para amar Salvador

  2. Pingback: 14 de outubro – greve ao som de Edson Gomes | 365 motivos para amar Salvador

  3. Pingback: 28 de outubro – RedeMoinho Cooperativa | 365 motivos para amar Salvador

  4. Pingback: 29 de outubro – o maior acarajé da Bahia | 365 motivos para amar Salvador

  5. Pingback: 3 de dezembro – Abará | 365 motivos para amar Salvador

  6. Pingback: 31 de dezembro – admirar Salvador pela janela | 365 motivos para amar Salvador

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: