365 motivos para amar Salvador

7 de agosto – Neojiba

Por Carol Andrade

O maestro Ricardo Castro é diretor-fundador do programa Neojiba (Foto: Divulgação)

O maestro Ricardo Castro é diretor-fundador do programa Neojiba (Foto: Divulgação)

Estamos em agosto e a impressão é de que ainda falta um monte de coisa massa para aparecer por aqui, ao contrário do que muita gente previu no início do projeto. O programa Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestra Juvenis e Infantis da Bahia) é daqueles motivos inevitáveis para amar a cidade. Não existe aquele que não se renda à delicadeza do programa, mesmo que não goste assim de música clássica ou erudita. Quem está ligado em música e em projeto social sabe da importância do projeto para Salvador e se enche de orgulho ao assistir uma apresentação dos núcleos.

O projeto foi fundado em 2007 e comprova como a música pode mudar definitivamente a vida de jovens e crianças. O resultado da prática coletiva de música é confirmado no alto nível de excelência alcançado pelos músicos das suas orquestras.

O jovem e premiado maestro Yuri Azevedo é destaque na YOBA (Foto: Divulgação)

O jovem e premiado maestro Yuri Azevedo é destaque na YOBA (Foto: Divulgação)

Revelado no Neojiba com apenas 20 anos, o jovem maestro Yuri Azevedo foi premiado em 2012 com o maior prêmio erudito do Festival de Inverno de Campos do Jordão e ganhou bolsa para os Estados Unidos. O jovem que mora no Cabula é hoje uma das apostas do programa e um orgulho para Salvador.

São ao todo quatro orquestras e um coral e centenas de pessoas envolvidas no projeto que foi criado pelo pianista e maestro baiano Ricardo Castro.

O Neojiba (ganha uma sonoridade meio afro, meio baiana, porque os soteropolitanos geralmente acentuam o final da sigla: neojibá) é inspirado no “El Sistema”, programa venezuelano criado em 1975 e que conta com mais de 350 mil jovens e crianças e mais de 180 orquestras em todo o país. Por aqui, o nosso programa é pioneiro no país e está em crescimento constante.

Os pequenos músicos do Neojiba (Foto: Divulgação)

Os pequenos músicos do Neojiba (Foto: Divulgação)

Com crianças e jovens de 7 a 28 anos, as nossas quatro orquestras têm características próprias e são diferenciadas por estágios de desempenho dos jovens músicos. O mais emocionante é que cada uma é especial da sua maneira e todas contribuem para o sucesso do programa:

  • Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia (YOBA): é composta pelos integrantes com melhor desempenho no projeto. Esta é a que representa o Neojiba em turnês nacionais e internacionais.
  •  Orquestra Sinfônica Juvenil 2 de Julho (J2J): é a primeira formação orquestral do projeto, é composta por cerca de 90 músicos em estágio avançado.
  • Orquestra Castro Alves (OCA): seria o estágio intermediário entre as orquestras, mas ainda tem caráter preliminar de capacitação. É composta por cerca de 80 músicos que são monitorados por integrantes da orquestra J2J.
  • Orquestra Pedagógica Experimental (OPE): tem uma estrutura elementar no projeto. Com crianças e jovens de 7 a 15 anos, a orquestra prepara e capacita os músicos para lidar com instrumentos de cordas.

O programa ainda conta com um coral que é composto predominantemente por alunos e ex-alunos do Instituto Central de Educação Isaías Alves (ICEIA), no Barbalho. E, embora seja o Teatro Castro Alves sua casa principal, o programa ganha corpo em outras regiões da cidade, como a Península de Itapagipe e o Bairro da Paz, além de outras cidades da Bahia como Simões Filho e Trancoso.

Mas dá para resumir esse monte de informações dizendo assim: o Neojiba é  um projeto lindo para apreciar, se encher de orgulho, acompanhar, celebrar e aplaudir de pé.

+ infos:
NEOJIBA: Site e Facebook
Folha de São Paulo: Maestro Yuri Azevedo, 20, segue caminho e cabelos de Dudamel

motivo #219

This entry was written by carolangom and published on August 7, 2013 at 6:31 pm. It’s filed under música and tagged , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

3 thoughts on “7 de agosto – Neojiba

  1. Pingback: 11 de agosto – Domingo no TCA | 365 motivos para amar Salvador

  2. Pingback: 31 de outubro – Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) | 365 motivos para amar Salvador

  3. Pingback: 22 de dezembro – Orquestra Afrosinfônica | 365 motivos para amar Salvador

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: