365 motivos para amar Salvador

7 de setembro – a quase ‘gringa’ Avenida Sete de Setembro

Por Carol Andrade

Ao longo da Av. Sete de Setembro está o centro cultural italiano Casa di Italia (Foto: Reprodução/Francisco Edson)

Ao longo da Av. Sete de Setembro está o centro cultural italiano Casa di Italia (Foto: Reprodução/Francisco Edson)

No dia que a gente comemora a Independência do Brasil, é engraçado perceber um detalhe interessante da nossa Avenida Sete de Setembro. Além dos tradicionais desfiles comemorativos (tanto da data em questão, quanto do Dois de Julho), a longa e tradicional via abriga ainda algumas das mais diversas escolas e centros culturais de outros países. Afinal é na Av. Sete de Setembro que acontece o melhor encontro entre a nossa brasilidade e a Itália, Espanha, Estados Unidos e Alemanha.

Palco de algumas das nossas mais importantes batalhas municipais e, de certa forma, nacionais, este é um dos endereços de Salvador que mais concentram outros idiomas. Em “apenas” 4,6 km de extensão, a avenida é uma das nossas maiores poliglotas. Lá estão:

  • Casa de Itália (Aflitos, ou esquina entre o Campo Grande e a Rua Carlos Gomes): o lugar é uma associação cultural que reúne a Italia Amica – Accademia di Cultura Italiana que oferece cursos de idioma, cultura e história daquele país, claro, além de um espaço para eventos (no Carnaval, por exemplo, o lugar se transforma em camarote, mas também são realizados casamentos e aniversários por lá). Na Casa de Itália também funciona o Consulado Honorário da Itália, um restaurante típico, um salão de beleza e outras atividades como aulas de artesanato e até de natação e hidroginástica.
  • Goethe-Institut/ICBA (Corredor da Vitória): fundado em 1962, o instituto alemão é abrigado por uma charmosa casa amarela que abriga além dos cursos de alemão, ainda uma biblioteca, um teatro e um espaço para eventos com um café. O lugar é aberto ao público e já serviu de palco para muitos eventos e festivais culturais da cidade. Para quem é interessado na Alemanha, sob diversos aspectos, este é um dos principais centros culturais sobre o assunto. Conta com um acervo bibliográfico e midiático bem grande sobre o país.
  • ACBEU (Corredor da Vitória): fundada em 1941, a Associação Cultural Brasil-Estados Unidos traz um dos cursos mais tradicionais (e também mais caros) de inglês de Salvador. Vizinha do ICBA, também abriga um teatro e ainda uma galeria de arte. É um dos poucos cursos autorizados a aplicar alguns dos mais reconhecidos testes de proficiência do idioma. Para os estrangeiros, a escola ainda conta com aulas de português. Tudo para facilitar o intercâmbio entre os países.
  • Aliança Francesa (Ladeira da Barra): a associação foi fundada originalmente em Paris, em 1883, e chegou ao Brasil dois anos depois, no Rio de Janeiro. Em 1973, Salvador adotou os estatutos da Aliança Francesa e fundou sua primeira sede, que não funcionava onde está hoje. Além das aulas de francês, a instituição conta com uma midiateca aberta ao público, o Teatro Moliére, uma galeria de arte e o Café Terrasse, com uma vista espetacular para a Baía de Todos os Santos e para a Igreja de Santo Antônio da Barra.
  • Instituto Cervantes de Salvador (Ladeira da Barra): assim como sua vizinha, a associação não foi fundada no Brasil, mas ganhou sua sede soteropolitana em 2007. É, portanto, o centro de cultura mais novo da Avenida Sete de Setembro. Seu prédio, mais moderninho, conta com uma escola de espanhol, uma biblioteca com  acervo 4,5 mil volumes e ainda um auditório.
Na via ainda estão o Instituto Cervantes, a Aliança Francesa, a ACBEU e o Goethe-Institut (Fotos: Reprodução)

Na via ainda estão o Instituto Cervantes, a Aliança Francesa, a ACBEU e o Goethe-Institut (Fotos: Reprodução)

Estas são algumas das mais tradicionais escolas de idiomas da cidade. Mas se os cursos e centros não forem suficientes para comprovar essa diversidade cultural, ainda dá para considerar o Cemitério dos Ingleses ou o Hospital Espanhol como mais alguns lugares de referências quando o assunto são os gringos.

Será que existe uma Avenida Sete de Setembro mais cultural que a nossa?

motivo #250

This entry was written by carolangom and published on September 7, 2013 at 6:10 am. It’s filed under instituição, Serviço, teatro and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: