365 motivos para amar Salvador

8 de outubro – Avenida Paralela

Por Carol Andrade

Tem gente que encontra a paz na Paralela, com uma corrida ou uma simples caminhada (Foto: 365 Salvador)

Tem gente que encontra a paz na Paralela, com uma corrida ou uma simples caminhada (Foto: 365 Salvador)

Um dos lugares mais improváveis para se sentir bem é a Avenida Luís Viana Filho, ou melhor, a Avenida Paralela. E, por incrível que pareça, muitas pessoas conseguem encontrar um equilíbrio do corpo e da mente por lá. Seja caminhando com o cachorro, passeando pelo canteiro, andando de bicicleta, mas especialmente correndo ou se exercitando.

Foi mais ou menos na década de 70 que o Centro Administrativo da Bahia foi transferido para aquela região. Na época, o lugar era isolado, quase dentro do mato. O impressionante é perceber como isso mudou. Hoje é uma das vias mais movimentadas da cidade e não há quem viaje de avião que não conheça pelo menos um dos seus trechos. Avenida principal de ligação entre Salvador e a nossa vizinha, Lauro de Freitas, a Paralela é cenário de muitos acidentes de trânsito e muitos engarrafamentos.

Mas é em meio ao pouco verde que a arrodeia e o seu enorme canteiro central que podemos dizer que sim, este é um dos lugares mais improváveis que a cidade nos oferece de bacana.

Com algumas árvores ao longo do caminho, muitos banquinhos de praça e até uma polêmica homenagem ao Deputado Luís Eduardo Magalhães, é possível constatar que aquele lugar é muito bem policiado, pelo menos durante o dia. Desde cedo da manhã, 7h às 8h, especialmente, já é possível ver o movimento de pessoas correndo para lá e para cá, sozinhas ou acompanhadas.

Entre o trânsito cotidiano, calor e obras que nunca param, a Avenida Paralela é ainda uma das boas opções da cidade para os corredores. Uniforme, plana e bem comprida, é daqueles lugares perfeitos (especialmente para quem mora por perto) para se preparar para uma maratona. E apesar do engarrafamento e da agressividade dos tantos condomínios e especulações imobiliárias, em muitos trechos é possível curtir, sim, o verde que nos resta daquela região.

Longe (mas nem tanto) das praias e do Centro Histórico, a Avenida Paralela é hoje um dos endereços disputados da cidade. Com faculdades, shoppings centers, supermercados e concessionárias, a via abriga condomínios de luxo, edifícios classe-média e outras casinhas mais humildes, que estão, às vezes, há poucos metros de distância. Assim mesmo, tudo junto e misturado. Sem contar o Centro Administrativo da Bahia, o CAB, a sede da Odebrecht e o nosso aeroporto.

São 18 quilômetros de extensão e muitas surpresas pelo caminho. Um circo montado em uma grande área, um antigo parque aquático – hoje, espaço para shows e eventos – muitas passarelas e movimento intenso de ônibus, carros, pessoas. Desde o Iguatemi até a divisa com Lauro de Freitas, a Avenida Paralela é via de passagem de milhares de pessoas por dia. Mas há quem faça dela um bom lugar para esfriar a cabeça e exercitar o corpo e a mente.

+ infos:
Blog Jeito Baiano: Retrato de Salvador, texto de Antonio Risério

motivo #281

This entry was written by carolangom and published on October 8, 2013 at 1:17 am. It’s filed under arquitetura, esporte, programa gratuito, Soteropolitanidades and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: