365 motivos para amar Salvador

11 de outubro – Póstudo

Por Zeca Forehead*

O Póstudo foi reinaugurado depois de cinco meses em reforma (Foto: 365 Salvador)

O Póstudo foi reinaugurado depois de cinco meses em reforma Foto: 365 Salvador)

Não tem companhia pra sair, bater um papo e comer ou beber algo? Se você for ao Postudo, há de encontrar. Há quase duas décadas como um dos principais pontos da boemia no bairro do Rio Vermelho, o bar e restaurante sempre foi conhecido por reunir a classe artística e profissionais de comunicação. O tempo passou e a frequência do público naturalmente se tornou diversificada, ponto de encontro de gente interessante.

Procurando bem, todo mundo tem uma história pra contar em uma noite que pelo menos começou no Póstudo – se o depoimento vier de alguém do rock então, nem se fala. Namoros começaram, namoros terminaram, músicos se juntaram e montaram uma banda de rock. Roqueiros estes, que adotaram a casa há anos e que é quase sempre a primeira opção quando chega sexta-feira e começam a circular aquelas mensagens de “e aí, qual é a boa”.

O bar é um clássico na noite soteropolitana e está perto de completar 20 anos (Foto: Divulgação)

Clássico da noite soteropolitana, o bar está perto de completar 20 anos (Foto: Divulgação)

Com um cardápio repleto de comidinhas já clássicas da night baiana e drinks tão clássicos quanto (shots de Miolo de Macaco são quase ritualísticos na casa), são necessárias muitas idas até lá pra dar conta de conhecer todas as coisas – principalmente agora que o bar e restaurante acabou de ser reinaugurado após cinco meses de reforma, que além de dar uma nova roupagem ao ambiente, trouxe novos itens ao menu (mantendo a tradição antiga de batizar pratos e drinks com nomes de paródias de filmes).

O bar fica em cima de uma galeria no Rio Vermelho, na rua João Gomes, 87 – para ser mais preciso, naquela rua que dá (lá ele) no largo do acarajé da Dinha, vindo do hotel Catarina Paraguassú. Nesta nova etapa do Pós, a chef e empresária Dulce Ferrero tem como sócio José Raimundo, proprietário de outro bar querido da boemia do Rio Vermelho: o Beco do França. A nova fase também trouxe para a equipe o chef Antônio Ribeiro, que por 15 anos foi responsável pela cozinha do restaurante Extudo.

Cada vez mais democrático (agora tem até espaço reservado para fumantes), o Pós está aberto de novo pra gente ir lá beber, comer e bater papo com gente fina, elegante e sincera. Os Watchmen têm o Gunga Diner, os Simpsons têm o Bar do Moe, Tony Soprano tem o Satriale’s, e nós que amamos a noite baiana temos o Póstudo.

* Zeca é publicitário, ilustrador e fã de pinga. Ele foi convidado pelo blog para postar um motivo pelo qual ama Salvador.

+ infos:
Endereço: Rua João Gomes, 87, Rio Vermelho
Telefone: 3015-8800
Postudo: Facebook

motivo #284

This entry was written by carolangom and published on October 11, 2013 at 3:13 am. It’s filed under Entretenimento, noite, Paladar and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: