365 motivos para amar Salvador

14 de outubro – greve ao som de Edson Gomes

Por Vitor Villar*

Uma das tantas passeatas que acontece pelo Centro da cidade, com direito a microtrio (Foto: Reprodução/ Blog Prego Ponto Com)

Uma das tantas passeatas que acontece pelo Centro da cidade, com direito a microtrio (Foto: Reprodução/ Blog Prego Ponto Com)

Roda o Brasil e as greves parecem todas iguais. É um tal de bandeira vermelha pra lá e pra cá, grito de ordem ensaiado, um monte de siglas – CTalgo, SINDIqualquer, PStantas – e um monte de gente andando pra cima e pra baixo.

Tudo isso torna um dia de greve, cá entre nós, um programa dos mais monótonos. Talvez por isso, aqui na Bahia, até a passeata trabalhista tem um jeito diferente. Nessas terras, a filosofia Leninista-Marxista flertou com a ideologia rastafari, cruzou com a música jamaicana, pariu no meio do carnaval e glorificou toda essa zorra em um só ídolo: o cantor/compositor Edson Gomes.

Ora, não venha me dizer que você mora em Salvador e nunca ouviu em dia de greve aquela música de Edson Gomes tocando num repeat aparentemente eterno. É um tal de “vamos amigo lute, vaaaamos amigo lute” tão insistente que convence qualquer patrão.

Edson Gomes é a trilha sonora perfeita de passeatas, protestos e greves dos trabalhadores desta terra (Foto: Divulgação)

Edson Gomes é a trilha sonora perfeita de passeatas, protestos e greves dos trabalhadores desta terra (Foto: Divulgação)

Mas não é só isso: em dia de greve na Bahia, o tradicional carro de som vira meio-que-uma fobica socialista, a camisa vermelha surrada de k-boa ganha ares de abadá e vamos todos atrás do bem do trabalhador. Pra onde? Pela Avenida Sete, pra depois virar na Praça Castro Alves e voltar pela Carlos Gomes… Diga aí se a caminhada não fica bem mais alegre assim?

Só que nada disso faz sentido se não tiver tocando o Bell Marques da ala sindical: Edson Gomes tira o trabalhador do chão com uma desenvoltura de deixar o ex-chicleteiro com inveja. Numa passeata que se preze não podem faltar sucessos do regueiro como “Camelô”, “Criminalidade”, “Campo de Batalha” e “Acorde, Levante, Lute”. Se faltar, é sinal que sua greve não terá tanta adesão da categoria assim.

Falando sério, agora: Salvador é tão única que até a nossa Força Sindical tem cara e voz própria. Não existe movimento trabalhista na Bahia sem Edson Gomes, e vice-versa.

As músicas dele contagiam e colocam para pensar até quem só está ali, vendo a passeata. Em troca, os sindicatos divulgam e propagam as obras do regueiro. Uma recompensa e tanto, para esse artista da terra que sempre se preocupou em abordar os temas sociais em suas letras.

Por isso, da próxima vez que a massa vermelha estiver nas ruas… Cole na corda!

E aqui, o maior sucesso do regueiro, para quem ainda não cansou de ouvi-la, ou não quer esperar até a próxima greve:

*Vitor foi convidado pelo blog para postar um motivo pelo qual ama Salvador. Ele também já escreveu sobre Gripe Ziriguidum, Passeio na Orla da BarraMulher de SalvadorComprar roupa barataSalada SalvadorFonte Novao clássico BaxVi, o São João no Pelô, a Academia ChampionCafé Terrasse e ‘Ivis’ e ‘Lá Ele’.

motivo #287

This entry was written by carolangom and published on October 14, 2013 at 12:59 am. It’s filed under museu, Soteropolitanidades and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

3 thoughts on “14 de outubro – greve ao som de Edson Gomes

  1. Pingback: 28 de outubro – RedeMoinho Cooperativa | 365 motivos para amar Salvador

  2. Pingback: 29 de outubro – o maior acarajé da Bahia | 365 motivos para amar Salvador

  3. Pingback: 31 de dezembro – admirar Salvador pela janela | 365 motivos para amar Salvador

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: