365 motivos para amar Salvador

2 de novembro – naufrágios e mergulho

Por Carol Andrade

Mergulho no Cavo Artemidi, maior naufrágio do Brasil, na Baía de Todos os Santos (Foto: Reprodução/Canal Off)

Mergulho no Cavo Artemidi, maior naufrágio do Brasil, na Baía de Todos os Santos (Foto: Reprodução/Canal Off)

Ainda em comemoração ao aniversário da Baía de Todos os Santos, os naufrágios de Salvador ganham destaque à parte, como um dos grandes motivos para amar essa cidade. Com um universo de possibilidades, história e muita vida marinha, as águas da nossa Baía são no geral, muito limpas, tranquilas, mornas e ainda permitem uma visibilidade incrível para qualquer mergulhador: de 10 a 30 metros.

Não tem quem não se apaixone por Salvador debaixo d’água. Um dos diferenciais para os mergulhos são a proximidade dos naufrágios com a costa. Isso quer dizer que não precisa ir muito longe para fazer um maravilhoso passeio marinho. Seja perto do Farol da Barra ou da Ponta de Humaitá, são cerca de 80 navios catalogados só na Baía de Todos os Santos. Mas há quem diga que são muitos e muitos mais. É que em meio à chegada dos holandeses à Salvador, contra os portugueses já instalados, reza a lenda que uma média de 50 navios eram afundados por batalha.

Mergulhador registra detalhes do fundo do mar soteropolitano (Foto: Reprodução/Lúcio Távora/Agência A Tarde)

Mergulhador registra detalhes do fundo do mar soteropolitano (Foto: Reprodução/Lúcio Távora/Agência A Tarde)

Essa é considerada ainda a capital dos naufrágios do Brasil. Talvez não exista uma outra cidade com um universo tão rico quanto esse que temos aqui. O maior de todos é o Cavo Artemidi com seus 180 metros. A história deste naufrágio é bem curiosa. Ele afundou na década de 80, com cerca de 18 mil toneladas de ferro. Com origem em Minas Gerais, seu destino era a Inglaterra.

Era um cargueiro imenso que fez uma paradinha em Salvador. Na saída da Baía de Todos os Santos, o capitão ignorou algumas recomendações e acabou pegando uma supercorrente marítima que acabou empurrando o navio para o banco de Santo Antônio. Não deu outra, ficou por lá. Ainda tentaram resgatar o navio, mas por conta do seu peso, foi impossível tirá-lo do fundo do mar.

Outros naufrágios famosos são o Germânea e o Bretagne, que afundaram em épocas diferentes, no mesmo lugar, entre o Farol da Barra e o Forte de Santa Maria. Um praticamente naufragou em cima do outro e hoje seus destroços se misturam no fundo do mar como se fossem um único naufrágio. Outro famoso é o Blackadder, a apenas 100m da praia da Boa Viagem, um veleiro inglês do século XX, perfeito para mergulhadores iniciantes e mergulhos noturnos.

É uma visão tão incrível e emocionante, com tantos peixinhos coloridos, corais, cavalos-marinhos, com muita vida. Sem dúvida, um dos passeios mais maravilhosos para se fazer na cidade. Algumas escolas de mergulho oferecem aulas para iniciantes e para mais experientes. Aproveita o verão e se joga!

+ infos:
Naufrágios (Canal Off): Blackadder, Cavo Artemidi, Germânea e Bretagne, Galeão Sacramento
Globo Mar: Baía de Todos os Santos
Portal A Tarde: Mergulho na baía-de-Todos-os-Santos é uma das opções de lazer do verão baiano
Escolas e cursos:
Bahia Scuba
Dive Bahia

motivo #306

Mergulho na baía-de-Todos-os-Santos é uma das opções de lazer do verão baiano

This entry was written by carolangom and published on November 2, 2013 at 6:00 pm. It’s filed under Baía de Todos os Santos, passeio, Soteropolitanidades and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: