365 motivos para amar Salvador

20 de novembro – Casa do Benin

Por Carol Andrade

Com acervo de mais de 200 peças, a maioria colecionada por Pierre Verger, a Casa do Benin promove intercâmbio cultural entre Salvador e o país africano (Foto: Reprodução)

Com acervo de mais de 200 peças, a maioria colecionada por Pierre Verger, a Casa do Benin promove intercâmbio cultural entre Salvador e o país africano (Foto: Reprodução)

A Casa do Benin, única instituição brasileira especializada na cultura beninense, está completando 25 anos. E agora, em celebração ao Dia da Consciência Negra, comemorado hoje, a casa promove alguns eventos em uma programação especial na quinta (21) e sexta-feira (22). Com um acervo de mais de 200 peças, a maioria colecionada através das tantas viagens do fotógrafo e etnólogo Pierre Verger entre Salvador e Cotonou, capital beninense, o lugar é perfeito para conhecer um pouco das nossas raízes e da nossa histórica.

De Benin, um dos países africanos que mais influenciou nossa cultura, herdamos especialmente a culinária. Pouca gente sabe que foi o acará trazido pelos beninenses para o Recôncavo Baiano que originou o nosso tão amado acarajé. Mas outras influências gastronômicas, como a feijoada, também foram inspiradas no paladar de Benin. Além da comida, não tem como deixar de citar a quantidade de escravos trazidos de lá. Assim como Nigéria, Gana e Angola, Benin sofreu com a escravização e boa parte do seu povo veio parar na Bahia.

A escada projetada por Lina Bo Bardi é o detalhe mais especial da arquitetura da Casa do Benin (Foto: Reprodução/Flickr/ Gabriel de Andrade Fernandes)

A escada projetada por Lina Bo Bardi é o detalhe mais especial da arquitetura do museu (Foto: Flickr/Gabriel de Andrade Fernandes)

Em 1988, ano centenário da Abolição da Escravatura no Brasil, o projeto de Verger era estreitar os laços e promover um intercâmbio cultural entre Benin e Salvador. Deu certo. Esta foi a primeira casa africana da nossa terra. Um quarto de século depois, além de aumentar seu acervo, a casa também recebe cada vez mais turistas, pesquisadores da cultura afro e admiradores. Ao visitar o casarão, é até possível sentir as memórias vivas de uma cultura que resistiu e se estabeleceu tão fortemente sobre a nossa população. E mais! Descobrir nossas semelhanças muito além da Baía de Todos os Santos e Golfo de Benin.

Com exposição permanente no térreo, o museu também abriga mostras temporárias de artistas locais, além de eventos, palestras e outras atividades culturais, como curso de iorubá, oficinas de capoeira, dança afro e culinária.Tudo respeitando a temática da cultura afrobaiana, claro. Na programação de aniversário, Mãe Stella de Oxóssi é um dos nomes que devem participar da conferência de abertura. No encerramento do mesmo dia, um show da Orquestra Afro Sinfônica. Já na sexta-feira, o professor Jaime Sodré e a artista plástica Goya Lopes, também participam das palestras ao longo do dia.

Mas não é só a geografia, história e cultura que encantam. A dica é olhar atento para o interior deste casarão. Lina Bo Bardi – que também projetou o Museu de Arte de São Paulo (MASP) – é a responsável por essa beleza. A arquiteta reformou o museu e conseguiu criar uma atmosfera moderna, mantendo, ao mesmo tempo, uma fachada originalmente secular. Uma escada praticamente solta entre o térreo e o primeiro andar é um dos destaques do projeto. De tirar o fôlego dos amantes da arquitetura modernista.

Uma visita para apreciar e se emocionar.

+ infos:
Endereço: Rua Padre Agostinho Gomes, nº 17, Pelourinho
Telefone: (71) 3241-5679
Funcionamento: 9h às18h (terça a sexta), 13h às17h (sábado) e 9h às 13h (domingo).
Correio 24h (Programa Correio de Futuro): Territórios de África em Salvador: um pulo em Benin
Blog Salvador em um dia: Casa do Benin
F
undação Gregório de Matos: Casa do Benin
A
GECOM Prefeitura de Salvador: Casa do Benin comemora 25 anos com programação especial

motivo #324

This entry was written by carolangom and published on November 20, 2013 at 2:06 am. It’s filed under esconderijo, instituição, museu, passeio and tagged , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: