365 motivos para amar Salvador

29 de novembro – Café do MAM

Por Carol Andrade

Sabe cenário de cinema? Pois o Café do MAM tem! Mas na época, ainda era possível ter acesso ao pier (Foto: Marcus Carvalho/Divulgação)

Sabe cenário de cinema? Pois o Café do MAM tem! Mas na época, ainda era possível ter acesso ao pier (Foto: Marcus Carvalho/Divulgação)

Depois daquela chuva torrencial de ontem, o sol saiu bem mais tímido do que o normal solão soteropolitano nessa sexta-feira. Com um dia mais fresco e entre nuvens, a dica foi curtir um lugar tranquilo, seco e aconchegante. O Solar Café do Museu de Arte Moderna, o MAM, é o escolhido para curar a ressaca da chuva, curtir uma vista deslumbrante e fingir que está dentro de um filme.

Sim, porque o cenário é de cinema. Mas de quebra, ainda tem comidinhas, petiscos, drinks e, claro, cafés para quem tem um paladar apurado. É porque tudo é mesmo delicioso, com uma vista e um clima que só essa cidade poderia oferecer. Com menu assinado pela chef Andréa Nascimento, o mesmo restaurante ganhou uma filial no Palacete das Artes, que fica em um jardim.

Mas aqui pra nós, tem maior charme do que um restaurante com vista para o mar? E logo hoje o nosso tão amado MAM encerrou com chave de ouro a sua programação comemorativa de 50 anos. Ou seja, não faltou justificativa para comemorar: o retorno do sol, o visual incrível e o aniversário de meio século.

Um dos pratos de destaque do cardápio é o Camarão Catarino (Foto: Divulgação)

Um dos pratos de destaque do cardápio é o Camarão Catarino (Foto: Divulgação)

Embora já cinquentão, o museu ainda mantém sua modernidade. A parceria entre o Solar Café e o MAM só foi consolidada em 2008, quando o restaurante foi aberto. Entre os pratos indicados estão o filé mignon e mix de cogumelos frescos, ou ainda o camarão catarino grelhado ao moho de jabuticaba e com purê de mandioquinha super cremoso. Os pratos variam numa média de R$50 e são individuais.

Diante do pier – que há um bom tempo está bloqueado -, arcos originais do Solar do Unhão, parede de pedra e reboco aparente, o Café se debruça sobre a Baía de Todos os Santos, seu crepúsculo e seu carisma. A decoração, bem rústica e artística, é de enlouquecer qualquer pessoa que gosta dos mínimos detalhes.

Os arranjos de flores naturais em cada mesa, as luzes em gambiarra acesas ao pôr-do-sol e os pratos são um capricho à parte. Seja para curtir um almoço, um fim da tarde ou um jantar, o restaurante é perfeito para esquecer da vida e se entregar ao romantismo, ao fim de semana, ao carinho.

+ infos:
Solar Café Restaurante: Blog
Veja Salvador: Solar Café

motivo #333

This entry was written by carolangom and published on November 29, 2013 at 2:26 am. It’s filed under Baía de Todos os Santos, dia de chuva, dia de sol, Paladar, passeio, vista and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: