365 motivos para amar Salvador

31 de dezembro – admirar Salvador pela janela

Por Carol Andrade

A beleza de Salvador invade a varanda de casa (Foto: 365 Salvador)

A beleza de Salvador invade a varanda de casa (Foto: 365 Salvador)

Sabe quando todo mundo diz que “o ano passa voando”? Pela primeira vez na vida, posso dizer que isso não foi uma verdade para mim. Com este blog, consegui viver cada dia e suas devidas 24 horas. A maioria das vezes no maior sufoco. Pensei em desistir desde a segunda ou terceira semana do projeto, ainda lá em janeiro, mas posso dizer que consegui sobreviver. Eu tinha (acho que ainda tenho) muitas dúvidas para este último dia do ano, que não é ainda o último post do projeto. Mas calma que antes queria me explicar.

O dia 31 de dezembro chegou e eu não consegui completar os 365 motivos em 2013 como eu gostaria. Isso não quer dizer que faltaram razões para amar Salvador, muito pelo contrário, tenho guardado um caderninho com várias sugestões que dariam para uma segunda versão 365 do projeto. Não estou triste, nem frustrada, como alguns podem imaginar. Afinal, eu sei que vou cumprir a minha meta logo, logo. Mas não era o ideal deixar essas pendências para o ano que está na porta. No entanto, aprendi a ser um pouco menos exigente comigo mesma e assumo que fiquei devendo. O engraçado é que a sensação que a gente tem da cidade é um pouco assim também: parece que Salvador tem seu ritmo próprio, não dá para exigir tanto dela.

Entre tantas notícias desagradáveis e problemas seríssimos que a gente vive diariamente, é incrível como Salvador ainda nos surpreende da melhor forma. Dos momentos inesquecíveis que vivi neste ano por causa do blog, os mais marcantes envolveram pessoas, cada uma com sua história fascinante de vida.  E, não é conversa fiada, os soteropolitanos são mesmo especiais. A gente faz amizade fácil em qualquer situação, cumprimenta o motorista e o cobrador de ônibus, faz piada com chuva, faz greve ao som de Edson Gomes, tem ialorixá como imortal da Academia de Letras da Bahia, faz ebó, faz de tudo para fugir do esparro, se despede com “já fui Banda Mel“, consegue compreender o som ao redor de domingo (e, na maioria das vezes, as demoras e os serviços pouco eficientes), chama a cervejinha de piriguete, fala esquisito e ainda é pioneiro na Revolta do Buzu, quando nem existia Facebook para organizar a galera.

Mas, olha, não foi fácil. Posso dizer, sem viadagem, que eu vacilei várias vezes. Me senti louca e idiota com esse desafio a cada fechada que levava no trânsito e a cada vez que via uma pessoa jogando lixo no chão. O pior momento foi em agosto, quando uma pessoa conhecida foi assassinada. Triste demais. Mas não dava pra desistir e o mais reconfortante é que são as pessoas que transformam a cidade. Por isso, é bom começar a avaliar o que, afinal, a gente está fazendo por Salvador. No meu caso, me permiti olhar para ela de outra forma. Todos os textos que estão aqui são parte do carinho que aprendi a ter por este lugar. Dá para notar que no comecinho do projeto, os textos eram bem mais objetivos, mais rápidos e também mais superficiais. Como deu para ver, os textos foram ganhando mais e mais parágrafos e o carinho foi crescendo a cada semana, especialmente com o retorno dos leitores, sugestões que recebia, pessoas que encontrava pelo caminho.

Não é por menos. Todos os dias sou um pouco engolida pela beleza estonteante de Salvador. Da janela do meu quarto, da varanda, da área de serviço, me rendo mais um pouco à Baía de Todos os Santos, à Ilha de Itaparica, ao Forte São Marcelo. Toda essa beleza está ao alcance de qualquer morador daqui. Seja das tantas janelas da Gamboa, do Campo Grande, da Barra, Rio Vermelho ou Itapuã. Mas também – por que não? – da Pituba, Brotas ou Federação.

Numa viagem de ônibus, de trem ou de carro é possível se encantar com as curvas da cidade, com as falhas, com as praias, com as avenidas incríveis que a gente tem (aproveite o engarrafamento para observar!). Da janela do trabalho ou até do shopping ou do cinema (sim, já percebeu que o Salvador Shopping tem varanda e o Cinema Glauber Rocha tem terraço?), da casa dos amigos, dos parentes, das balaustradas que nos rodeiam, encare todas as vistas como uma possibilidade de contemplação e deixe Salvador te invadir. Se não é pelas pessoas, se não é pela comida ou religião, que seja pela natureza desorganizada e reorganizada, pela naturalidade, pela atmosfera única.

Mas tem que prometer não ser tão exigente. Tente compreender que é uma cidade com feridas abertas, ainda machucada. Um pouco agressiva e arredia, não muito cheirosa, mas quase sempre interessante, charmosa e colorida. É uma velha cidade, a capital mais antiga, aprendendo com os erros e andando a passos lentos. Acho que a gente aprendeu que ser vagaroso é um dos nossos maiores triunfos. É por conta disso que a gente tem tempo de admirar.

motivo #365

+ infos:
Em janeiro de 2014, vou tapar todos os buracos do blog e tentar manter o projeto vivo com posts espaçados. Acompanhe!

Facebook: https://www.facebook.com/365salvador 

This entry was written by carolangom and published on December 31, 2013 at 1:50 pm. It’s filed under vista and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

4 thoughts on “31 de dezembro – admirar Salvador pela janela

  1. Gisélia Cruz on said:

    Parabéns pelo blog. É um belo trabalho!

  2. Foi extraordinário esse projeto, que não se acaba ( \o/), lindo ver sua sensibilidade ainda mais aflorada.

  3. Alejandro Martinis on said:

    Visitamos Salvador de Bahia por primera vez hace un mes. Nos fuimos enamorados de la ciudad, de su gente, del sol en la playa.
    Yo siempre lamenté que el viaje fuera tan corto y buscando en Internet me encontré con este blog! Ahora voy a poder visitar esos 365 motivos!
    Muchas gracias y felicitaciones por el blog.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: