365 motivos para amar Salvador

Sobre mim

Carol Andrade foi adotada por Salvador. Tem sotaque soteropolitano, curte acarajé, banho de mar, água de coco e festa de largo. Mas tem uma coisa, ela nasceu em Aracaju, Sergipe. Com 23 anos, é recém-formada em jornalismo na Universidade Federal da Bahia e boa parte da sua experiência como estagiária foi como repórter de cultura no Portal iBahia. UPDATE: Já é uma jornalista formada e tem 25 anos. Tava cansada de ouvir só reclamação sobre a cidade, não aceitava mais isso e criou o blog em 2013 para tentar convencer os amigos – e os soteropolitanos – de que Salvador é de todos os santos, encantos, axé e mais um monte de maravilhas.

Desde 2014, mora em São Paulo contrariando o amor que tem pela cidade e por comida baiana. Em sua defesa, acredita que a saudade aguçou ainda mais essa paixão. Já passou pelo Curso Abril de Jornalismo e a Editora Abril, trabalhou para O Boticário em uma agência e hoje vive como freelancer.

Para saber mais sobre mim e alguns dos meus trabalhos, clique aqui.

18 thoughts on “Sobre mim

  1. Oi gente!
    Então…moro em SSA há 7 meses, mas já tinha vindo outras vezes a passeio. Ainda não achei os motivos para amar essa cidade, já que sou mineirinha e acostumada às pessoas mais “contidas” de lá.
    Espero que o Blog me ajude! Abraços!

  2. Alexandre on said:

    Parabéns excepcional seu site. Sou apreciador das coisas boas da vida. Gostei bastantes das dicas e do bom texto. Lembrei lendo seus texto de BH, São Paulo, Santiago, Paris…. e tudo isso aqui pode estar tão perto. Afinal se repararmos em algumas partes da cidade poderemos ver a mesma calçada de Copacabana na Avenida Cardeal da Silva, Lisboa no Pelourinho e mais muito mais em cada parte da cidade.

  3. Carol, seu blog tá muto bacana. Adorei saber que tem um monte de coisas do meu tempo em Salvador que ainda estão rolando e também de descobrir as novidades. Parabéns!

  4. Seu blog/site é incrível!
    Estou utilizando no momento para conhecer SSA em outubro. (E eu que pensava que só tinha praias para ver, agora acho que não vai dar tempo de ir a elas!)

  5. Roosevelt on said:

    Carol, sem dúvida alguma a sua atitude é digna e muito altruísta, pelo visto você resolveu fazer justamente o contrário do que eu tentei com o QUE POVO É ESSE? no meu face, passei a postar fotos de tudo a que esse nosso povo que odeia a cidade faz e resolvi me recolher inclusive por conta das ameaças que recebi, espero mesmo que você tenha mais sabedoria que eu e que seu blog dê bons frutos, só que sou extremamente cético por conta da estupidez endêmica desse nosso povo, o que é uma pena mesmo. Se tentei de alguma forma foi porque me senti incomodado por morar num bairro periférico (IAPI) onde por trinta anos a prefeitura não comparece exceto em épocas de eleições, então na condição de cidadão fiz a minha parte, mas o povo não está preparado para ver a realidade, lamento também e vejo que a tendência é piorar ainda mais, afinal eles se superam sempre na ignorância, a falta de educação e principalmente na falta de amor pela cidade

  6. Sônia, luma e Daly on said:

    Comentei sobre o blog. Parabéns pela iniciativa e brilhante idèia. Outro dia encontrei um texto no qual o autor listava de A a Z coisas ùnicas de Londres. Faça o mesmo com Salvador. Liste de A a Z coisas ùnicas dessa maravilhosa cidade. A pode ser de acarajé, C de carnaval, E de elevador Lacerda etc…. Se preferir, posso listar pra você o ABC de Londres. Abraços e tudo de bom.

  7. Eliana Caroline van de Sande Rodrigues on said:

    Achei este Blog através de uma matéria veiculada no Jornal “A Tarde” e tive agradáveis surpresas. Gostei muito dos textos sobre as igrejas e dos entretenimentos, já escolhi alguns lugares para experimentar. Dica: você poderia criar um item sobre “onde ir depois do cinema”, vou muito ao cinema de depois nunca sei para onde ir depois, só para tomar um café gostoso. Parabéns.

    • Que ótimo, Eliana! Boa ideia a sua do pós-cinema. Você já conhece o Café Terrasse (Ladeira da Barra)? O Cafelier (Santo Antônio do Carmo)? Ou o Café Primaz (Garcia)?
      No verão, dá pra emendar um cineminha no Itaú – Glauber Rocha com a sorveteria A Cubana ali no Elevador Lacerda e ainda assistir ao pôr-do-sol.
      Já escrevi sobre todos aqui no blog.
      Obrigada pelo carinho e sugestões.

  8. Carol, sou estudante de jornalismo e um professor havia comentado em sala sobre seu blog…Estou encantada com isso aqui! Além de passar perfeitamente a ideia central, você faz com que os leitores tenham curiosidade em conhecer lugares que até então nem sabiam da existência em nossa cidade! Meus parabéns!

  9. Alexandre on said:

    Segue mais um motivo que pode ser explorado… Caminhar na praia de Armação e ao final tomar um côco e uma massagem no gramado de Jardim de Alah.

  10. Parabéns Carol Andrade!!! Admiro iniciativas iguais a sua, se todos nós fizermos um pouco, pouco faltará fazer, deixando a vida ainda melhor, seja em que sentido for. Quanto a busca pelas minhas fotos, fique bem a vontade para compartilha-las. Um forte abraço de Rio do Oeste, Santa Catarina.

  11. Junior Lima on said:

    Boa noite, Carol! Sou de Recife, estou indo morar em Salvador a partir do final deste mês, vou por tempo indeterminado e vou a trabalho. Já estive na cidade outras vezes, mas vou fazer uma nova releitura da mesma através do seu site, Vou descobrir uma Salvador que não conhecia e vou aproveitar meu tempo livre com as excelentes sugestões que você fez. Parabéns pela sensibilidade e pelo excelente trabalho que desenvolveu…coisas assim a gente só faz quando ama mesmo. Maravilhoso!

    • Junior, espero que você seja bem recebido pela cidade e pelos soteropolitanos. Mas a minha maior dica é chegar com o coração aberto para as diferentes possibilidades. Obrigada pelo carinho e aproveite sua estadia! Você chegando e eu saindo (estou de mudança e já cheia de saudades).🙂

  12. Emmanuel Publio Dias on said:

    Oi Carol
    Como você, eu não mereci ser baiano, mas adotei Salvador como minha Terra Media antes mesmo de ler Tolkien.
    Afinal, em que outro lugar do mundo você anda, convive e se relaciona com lugares tão mágicos, personagens, mitos, fantasmas, heróis e vilões (principalmente no Carnaval).
    Frequento Salvador desde 1971, quando já não era mais a aldeia de Jorge Amado, mas muito menos, a mega-locus que se tornou.

    Que vc consiga fazer este trabalho de arqueologia cultural e ainda agregue os toques de modernidade da cidade, é admirável.

    Minha relação maior é com o Carnaval a que compareço, ininterruptamente, há 43 anos (tenho uma página no Face “Mano 40+3 Carnavais”), mas claro, aprendi a curtir e amar a cidade toda, principalmente guiado por mentores tão apaixonados quanto vc.

    Obrigado por tudo

  13. Miguel Conde Filho on said:

    Cara, soteropolitano, aprecio muito suas publicações, parabéns. Vai mudar de Salvador? Pena, boa sorte!

  14. vcbgome1@yahoo.com.br on said:

    SELVAdor é MEDONHA e está bem longe da civilização; parou no tempo!!! Povo mal educado (selvagem), trânsito caótico, violência absurda, serviços de péssima qualidade, transporte público sucateado e ineficiente, falta de saneamento básico; É a terra do faz de contas, do pão e circo; terra do carnaval, movimento que eleva a picos astronômicos todas as estatísticas negativas que se pode imaginar. As favelas tomam conta da região metropolitana (mais de 80% da cidade). Não existem espaços públicos decentes, com segurança e estrutura para passear com a família. O povo não se sente seguro para andar nas ruas. Para mim Salvador é linda… para passar férias, e olhe lá! Viver com dignidade e qualidade de vida só bem longe daqui!!! Muito fácil circular pela “área nobre” e lugares pitorescos para listar um monte de “qualidades” que a burguesia vai amar e se identificar. Difícil é ir na Baixa do Reggae, em Fazenda Coutos, Cajazeiras, Tancredo Neves, Bairro da Paz, Planeta dos Macacos, Liberdade, Mata Escura, Malvinas, etc. etc. etc. e achar tudo lindo e maravilhoso. O povo sofre e muito! Para quem quer tapar o sol com a peneira: me bata um abacate!!!

  15. bruno de andrade on said:

    Oi Carol,
    Meu nome é Bruno de Andrade, te conheço como pessoa deste seu nascimento, mas só agora estou te conhecendo como profissional. Fiquei entusiasmado com seu blog e surpreso em descobrir que podemos achar, no mínimo, 365 maneiras de amar Salvador. Te confesso que não encontrei ainda, principalmente estando morando fora da cidade a mais de 09 anos, então casa vez que retorno, tento fazer programas de turista, para me reapaixonar por salvador, que ficou a míngua com tanto Governo sem foco e trabalhando somente por interesses particulares. Morando em Fortaleza a quase 03 anos vejo o quanto estamos atrasados, considerando os investimentos em infraestrutura, mobilidade urbana, educação e turismo, que vemos nitidamente acontecendo aqui na Capital Cearense, mas a passos lento , certamente recuperaremos o encanto e eu possa dizer que tenho orgulho de ser baiano, pois o orgulho que quero transmitir nesse pequeno texto é de ser seu Primo.
    Grande beijo e sucesso.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: